Qua. Ago 21st, 2019

China e EUA seriam os maiores beneficiários de um ‘Brexit’ sem acordo

A China e os Estados Unidos seriam os países que mais beneficiariam de um ‘Brexit’ sem acordo, enquanto a União Europeia e a Turquia poderiam ser os mais prejudicados, segundo um estudo divulgado pela ONU.

A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) publicou um estudo sobre as consequências para a economia internacional com a saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

A China, o maior exportador mundial, poderia ganhar 10,2 mil milhões de dólares (9 mil milhões de euros) com vendas adicionais ao Reino Unido, seguindo-se os Estados Unidos, com um crescimento das suas exportações de 5,3 mil milhões de dólares (4,7 mil milhões de euros), de acordo com os dados do relatório.

No estudo refere-se que a aprovação de um ‘Brexit’ sem acordo poderia beneficiar também o Japão, Tailândia, África do Sul, Índia, Brasil, Rússia, Vietname, Argentina e Nova Zelândia.

Por outro lado, prevê-se no estudo que a União Europeia perderia 34,5 mil milhões de dólares (30,5 mil milhões de euros) em exportações para o Reino Unido, enquanto a Turquia poderia sofrer uma redução de vendas de 2,4 mil milhões de dólares (2,1 mil milhões de euros).

A Coreia do Sul, Paquistão, Noruega, Islândia, Suíça e Camboja também poderiam ver a sua economia prejudicada.

“O plano britânico de reduzir as taxas à sua lista de ‘nações mais favorecidas’ incrementaria a competitividade de países eminentemente exportadores, como os Estados Unidos e a China”, afirmou a diretora de comércio internacional e matérias-primas da UNCTAD, Pamela Coke-Hamilton.

Fonte: www.dnoticias.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *