Qua. Ago 21st, 2019

Pompeo rompe diplomacia ao visitar Muro das Lamentações com Netanyahu

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, deverá visitar hoje o Muro das Lamentações em Jerusalém com o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, rompendo assim com a tradição diplomática.

Pompeo disse que considera importante e simbólico deslocar-se com Netanyahu ao local de oração mais sagrado para os judeus, mas responsáveis dos Estados Unidos que visitaram o local anteriormente, incluindo o presidente Donald Trump, nunca o fizeram acompanhados de um líder do Estado hebreu. O Muro das Lamentações encontra-se em Jerusalém Oriental, ocupada por Israel em 1967 e posteriormente anexada. O Estado hebreu considera toda a cidade de Jerusalém como a sua capital “indivisível”, enquanto os palestinianos reivindicam a zona leste como a capital de um futuro Estado.

A comunidade internacional considera ilegal a anexação de Jerusalém Oriental e descreve o setor como território ocupado.

Pompeo, que antes de Israel esteve no Kuwait, desloca-se depois ao Líbano, esperando utilizar esta sua primeira visita ao país para aumentar a pressão sobre o Irão e o seu aliado libanês, o movimento xiita Hezbollah.

O chefe da diplomacia norte-americana vai encontrar-se na sexta-feira com o presidente libanês, Michel Aoun, com o presidente do parlamento, Nabih Berri, com o primeiro-ministro, Saad Hariri, e com o seu homólogo, Gebran Bassil.

“Vamos passar muito tempo a falar com o governo libanês sobre como o podemos ajudar a afastar-se da ameaça que o Irão e o Hezbollah representam para ele”, disse Pompeo aos jornalistas esta semana.

Isolar o Hezbollah, no entanto, pode revelar-se difícil, refere a agência norte-americana Associated Press, adiantando que o poder militar do movimento xiita supera o das forças armadas libanesas e que a formação e os seus aliados controlam a maioria dos lugares no parlamento e no governo do Líbano.

Fonte: Agência Lusa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *